Auxílio Brasil de R$ 1.000: veja quem pode receber o valor em 2022

Auxílio Brasil pode chegar a R$ 1.000 para alguns beneficiários que recebem valores adicionais. Veja quem tem direito.

O Auxílio Brasil é um benefício social, pago pelo Governo Federal, que substituiu o Bolsa Família. Desde o final do ano passado, os pagamentos são de R$ 400, em média, por família. Contudo, há alguns adicionais que famílias podem ter direito. A seguir, veja quem pode receber Auxílio Brasil de até R$ 1.000.

Os pagamentos do Auxílio Brasil para o mês de maio serão iniciados no dia 18. Aqui, você confere o calendário completo, que é feito com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). A consulta dever ser feita por meio do aplicativo do Auxílio Brasil (Android e iOS) de maneira gratuita.

Auxílio Brasil de R$ 1 mil: quem tem direito de receber?

Segundo as regras do Auxílio Brasil, dois benefícios adicionais podem conceder valores de até R$ 1 mil. São eles: Bolsa de Iniciação Científica Júnior e Auxílio Esporte Escolar.  A inscrição para esses benefícios é realizada de maneira automática, apenas sendo necessário cumprir os requisitos. Veja, a seguir, cada um funciona:

continua depois da publicidade

Bolsa de Iniciação Científica Júnior

Esse benefício foi criado para atender famílias inscritas no Auxílio Brasil que possuam algum membro que se destaque em competições escolares acadêmicas e científicas oficiais, com autorização e fiscalização do Ministério da Educação e do Ministério da Cidadania.

Para ter acesso ao Bolsa de Iniciação Científica Júnior, é preciso que a pessoa atinja uma das três primeiras colocações para ser considerada habilitada. Veja como os pagamentos são realizados:

  • Parcela mensal de R$ 100,00 por 12 meses, nesse caso chegando ao valor total de R$ 1.200;
  • Parcela única de R$ 1.000,00 por família.

Auxílio Esporte Escolar

Auxílio Esporte Escolar é repassado para famílias inscritas no Auxílio Brasil e que possuam em sua composição familiar algum integrante que se destaque esportivamente em competições escolares que fazem parte do sistema nacional.

Além da inscrição no programa, os atletas devem ter idade entre 12 e 17 anos incompletos, garantindo pelo menos a terceira colocação na modalidade em que participou. Existem duas categorias de repasses, sendo que quem for habilitado receberá os dois:

  • Parcela mensal de R$ 100,00 durante 12 meses (somando R$ 1.200);
  • Parcela de R$ 1.000,00 por família.

Fonte: concursosnobrasil.com